Os homens cultos e os iletrados

O filósofo grego Aristóteles teria dito que a diferença que existe entre os homens cultos e os incultos é a mesma diferença que existe entre os vivos e os mortos.
Porém a palavra cultura tem muitos significados diferentes. Para alguns, refere-se a uma apreciação da boa literatura, música, arte e comida, no entanto, para a maioria dos antropólogos e outros cientistas comportamentais, a cultura é o conjunto de padrões de comportamento humano aprendidos. Edward Tylor, antropólogo inglês define cultura como todo complexo que inclui conhecimentos, crenças, arte, direito, moral, costumes e quaisquer outras capacidades e hábitos adquiridos pelo homem como membro da sociedade.
A cultura tem uma dimensão de descoberta individual, uma viagem para a qual se deve partir só, guiado pela curiosidade, pelo ávido desejo de adquirir e vivenciar o conhecimento. No mundo de hoje, onde há até excessiva informação, com possibilidades de acesso aos clássicos de Baudelaire e a mil outras obras primas e romances populares, não podemos dizer que somos cultos. Pois que, o homem culto deve espelhar-se e manter as suas tradições culturais, aquilo que o distingue de outras sociedades, como a linguagem e as crenças. Além disso, deve compartilhar em vez de esconder a sua cultura, orgulhar-se de suas experiências, da culinária, dos bons modos, da prosa gentil.

Preservar os valores e as crenças são padrões utilizados pelos homens cultos para discernir o que é bom e justo. Os valores são sentimentos críticos profundamente enraizados e as crenças são as convicções que possuem para contar suas verdades.
Nas viagens eu gosto de visitar pessoas e ouvir histórias que refletem os valores e as crenças. Histórias de homens cultos, que falam outros idiomas, que conhecem outros países. Entretanto, a maioria das histórias que ouço são de homens não letradas, mas que possuem um refinamento de vida nos hábitos, nas conversas, na seleção da memória. Homens simples que recitam versos, relembram fatos históricos com riqueza de detalhes. São talhados pela boa educação, são generosos. Homens que constroem teorias com suas vivências. Eu fico a ouvi-los, porque penso na cultura como uma ferramenta que deve favorecer a compreensão e a sobrevivência harmônica entre os homens.
Entretanto viver de acordo com os valores de uma cultura pode ser difícil, porque é fácil valorizar a boa saúde, mas é difícil parar de fumar. Valoriza-se verbalmente a monogamia, mas muitos casais se envolvem casos de infidelidade. A diversidade cultural e igualdade racial são propagadas como valores do mundo contemporâneo, mas os mais altos cargos do país são ainda ocupados por homens brancos. Os valores do homem culto sugere como as pessoas devem se comportar, mas não refletem exatamente como as pessoas se comportam. Pena que a cultura ideal não reflete a cultura verdadeira.
.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s