Mundo mais vivível

mundo místico
Ao aprender sobre o passado, podemos ganhar valiosas lições para nos ajudar com a nossa vida atual, bem como as experiências futuras.  Tudo o que aprendemos sobre o nosso passado é a chave para estabelecermos um bom futuro. Nós retemos essência e informações de nossas vidas passadas, bem como a continuação de um padrão que foi iniciado possivelmente tempos atrás.

Quem eu já fui?

Sei que hoje sou uma pessoa que tenta adquirir conhecimento espiritual através da leitura, das práticas e do pensamento profundo. Isso parece nascer de um dom, de uma certa inquietação, temperamento e perspectiva projetada de vida.

Para mim, o divino está em muitos aspectos de vida, em cada impulso, há uma orientação velada, as teias me conectam com a vida de outros, para servir, para ajudar e ser capaz de orientar as pessoas a vencer os obstáculos, relacionamentos ou decisões críticas de vida. Claramente, como a intuição e a conexão não podem ser simplesmente ensinadas ou aprendidas, devemos todos despertar e abraçar a vocação.

Ouça as experiências de outros como uma espécie de ponto de referência  e questione sempre a sua existência, a realidade dos seus dias, seus propósitos. Procuro saber como o seu universo funciona e por quê e não conformo-me com  a incerteza de não saber o que o próximo momento trará. Há sinais que podem ser interpretados, mistérios que podem ser revelados. Conto com todas as formas de percepção e conhecimento, além da linguagem racional para vivenciar os valores da poderosa mistura que empurra para a busca espiritual.

Não há de haver desconfortáveis hierarquias religiosas e espirituais. Há certa rebeldia na espiritualidade que busco e vejo que muitas figuras luminares de várias religiões foram duramente criticadas, alguns perseguidos, para depois serem reverenciados, sem que o status quo religioso lhes suba ao ego.

Sendo o universo infinito e misterioso, a curiosidade não cessa, os mitos são derrubados, novas verdades constituídas sob outras óticas.  Acho que isso me encanta; ser humilhada pela minha ignorância e motivada pela vontade de alcançar a espiritualidade que vai rivalizar com a objetividade e racionalidade, que são partes do meu núcleo.

É simplesmente importante conhecer e atingir o verdadeiro propósito de estar aqui, sem negar qualquer parte de mim mesma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s