Para cada ganho há uma perda

Uma jovem de nacionalidade holandesa passou as férias viajando pela Ásia e documentou todos os momentos da viagem através das mídias sociais. Ela posou para fotos saboreando comidas típicas em restaurantes tradicionais, mergulhou em águas azuis entre peixes coloridos e visitou belos templos budistas na Tailândia. Férias perfeita, assim parece! Só que na realidade Zilla não saiu de Amsterdam, sua cidade natal.
Todos os cenários foram planejados com riqueza de detalhes, montagens e photoshop, justamente para enganar a todos e comprovar como é fácil manipular a atenção das pessoas e estabelecer como verdade o mundo online que orgulhosamente exibimos. O mergulho na água azul foi retratado com câmera especial numa piscina pública, os peixes foram adicionados pelo photoshop, um restaurante local colaborou com a experiência preparando os pratos e no próprio quarto, a jovem montava os apartamentos dos hotéis, com decoração oriental.
Viu só? É plenamente possível construir uma identidade falsa e disseminá-la para satisfazer as necessidades da cultura em particular exibicionista e vazia em significado e satisfação. A dependência cega da mídia para ler sobre a vida dos outros fornece alimento para reforçar a identidade que queremos exteriorizar, seja ela verdadeira ou não. Há uma grande diferença entre registrar a vida e compartilhar com amigos e familiares e exibir-se diante de uma câmera gigantesca que gira ávida para controlar a vida alheia. É certo que não mais podemos viver como estranhos, cabe-nos então, compreender e ajustar esse mundo emergente e acelerado que marca a contemporaneidade e transitar entre a confiança e a reserva.
Se há necessidade de ganhar o amor e aprovação, de ser valorizado não é neste espaço que o afeto vai se manifestar. No mundo virtual sobrevive sem machucar-se quem tem maturidade para suportar o fascínio das mensagens implacáveis de galanteios e do patrulhamento político. No meu entendimento, o mundo online favorece as relações sólidas já existentes, e abre, com racionalidade, algumas possibilidades de construção de relacionamentos novos e saudáveis. Há evidências da influência positiva do mundo digital no desenvolvimento das pessoas e na construção da autoestima, no aprimoramento das habilidades sociais, permitindo certa expansão na interação de pessoas tímidas.
Depois de certo tempo de compartilhamento da identidade, tornamo-nos todos pessoas públicas e torna-se impossível apagar as evidências da nossa existência neste belo mundo real. Considere não se expor em demasia, estabelecer filtros razoáveis e mais do que tudo, comunicar-se com mensagens a partir do mundo real, lembrando-se que as fotos tem uma relação ambígua com a realidade e é uma batalha fazer o objeto fotografado o mais bonito possível e retratar a verdade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s